domingo, 30 de março de 2014

Nascimento

Momento marcante
Na vida
De todo o ser
Humano,
Um sinal,
 A boa nova
Um novo plano.

Momento especial,
Significante,
Beldade única,
Acontecimento
Alucinante.

Nascimento,
Começo,
De uma nova
Geração,
Ser humano
Sentidos por todos,
De coração.

Lugar favorável

Local agradável
De se estar,
A descansar
E relaxar.

Espécie de paraíso
Desconhecido,
No entanto
Muito desejado,
Lugar único
Vibrante,
Mundo encantado.

Lugar favorável
Dá asas à tua
Imaginação,
Trás os teus amigos,
Vive
Esta onda
De descontração.

O beijo

Foi único?
Foi,
Emocionante?
Também,
Só por estar
Com alguém,
Capaz de me
Fazer sentir
Tão bem.

Foi do nada,
Que ocorreu
Esta aproximação,
Depois de tanto
Tempo,
Acabou-se,
Assim,
Com esta resolução.

O beijo,
Um desejo
Desejado
Pelos dois,
Teve de ser
Agora,
Não pudemos
Deixar
Para depois.

O beijo.

terça-feira, 25 de março de 2014

Luta

Para conseguir,
Eu lutei,
Para realizar,
Eu acreditei,
Para ser amada,
Eu amei,
Para ser feliz,
Eu idealizei.

Nunca desisti,
Eu acreditei,
Até ao fim.
Que este sonho
Sonhado,
Faria parte de mim.

Lutei,
Pelo que sonhei,
Dei tudo de mim,
E realizei.

Pensei

Pensei
Que pensavas
Em mim,
Pensei
Que chegássemos
Ao fim.

Pensei
Que tinha
Pensado,
Pensei
Que sonhei
Com o passado.

Pensei
Num sonho
Retardado,
Pensei
Num coração
Mal amado.

Pensei
Contigo?
Pensei,
Mas eras
Só meu amigo.

Pensei,
Sonhei,
Realizei.

Tu (2)

Sinto nas veias
Esse teu olhar
Tão quente,
Que só eu,
Mais ninguém sente,
Esse teu pronunciar,
Tão calmo,
Como a calma,
Que de mim fugiu,
Preside em mim,
No meu ouvido,
Cada toque teu,
É um sonho acordado,
Os teus beijos,
São tudo o que
Eu quero,
Tudo o que tenho,
Desejado.

Sufocas-me
De amor,
Com esse teu
Abraço,
Carinho
Que me deixa
Sem espaço,
Sem tempo
Para te mandar,
Embora,
Fico imovél,
Tento-me libertar,
Mas tu és doce,
És uma tentação,
Tão tentadora,
Que não me deixa
Partir,
Sem me dares
Uma explicação.

Tu...
Não tenho palavras,
Para alguém como tu.

quinta-feira, 20 de março de 2014

A estratégia

Plano delineado,
Trajetória,
Jogo bastante
Arriscado.

Caminho,
Bem desenhado,
Aposta
Bem apostada,
Estratégia,
Bem traçada.

Estratégia,
Segredo
Bem certeiro,
Trunfo
verdadeiro.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Momentos

Foram tantos
Que passaram,
Tantos que voaram,
Mas que ficaram
Na memória,
São tantos amigos,
Tantas amigas
Que levo
Para toda a história.

Momentos
Relembram-se,
E levam-se
Juntamente no coração,
Lembranças,
Lembram-se,
E vivem-se
Com toda a paixão.

Pessoas partem,
Momentos
Desvanecem,
Lembranças
Desaparecem,
Memórias
Reaparecem.

Nunca

Nunca,
Digas que és incapaz,
Nunca,
Chores,
Por algum rapaz.

Nunca,
Desistas
De um sonho,
Nunca te deixes
Afetar,
Por esse medo
Medonho.

Nunca,
Te sintas inferior,
Nunca,
Fujas do amor.

Nunca,
Deixes de sorrir,
Nunca,
Penses em desistir.

Nunca,
Baixes a tua
Auto-estima,
Nunca,
Deixes de escrever
Uma rima.

Nunca,
Percas a vontade
De sonhar,
Nunca,
Deixes que te impeçam
De acreditar.

Nunca,
Pratiques o mal,
Nunca,
Percas o espírito
Do natal.

Nunca,
Sofras por ninguém,
Nunca,
Deixes de lutar
Por alguém.



sexta-feira, 7 de março de 2014

Bom demais

Era bom demais,
Para ser verdade,
Que aquilo
Que desejei
Um dia se tornou
Realidade.


Era algo inocente,
No entanto
Sonhado,
Tu foste
O meu príncipe perfeito,
Mostraste-me um mundo
Enganado.


Parecia tudo
Tão real,
Estava enganada,
Não me apercebi
Do mal,
Pois estava apaixonada.

Era bom demais,
Mas eu ainda
Fui a tempo,
De me aperceber,
Do que estava
A acontecer.

Partir

Parto,
Porque não quero ficar,
Parto,
Para não me magoar.

Parto
Para um lugar
Tão longe dai,
Parto,
Para um local
Disperso,
Distante daqui.

Parto,
Para não sofrer,
Parto,
Pois não tenho
Mais nada a dizer.

Partir,
É o melhor remédio,
Antes de me arrepender,
Parto,
Para não sofrer.

Pensa bem

Pensa bem
No que te vou dizer,
Vale a pena
Valorizares
Que não
Quer saber de ti?
Vale a pena
Ficares nesse
Estado desolado
Ai?

Já pensaste?
Então volta
A pensar,
Vale a pena
Desistir
De tudo,
Por alguém incapaz
De te mostrar
O seu mundo?

Pensa bem,
Chega á conclusão,
Que não vale a pena
Sofrer por alguém
Sem coração.

quarta-feira, 5 de março de 2014

Eu preciso de ti

Sabes desde
Quando
Eu estou contigo,
No teu dia-a-dia,
Ao teu lado,
Na tua vida?
Pois é,
Um tempo
Que não precisa
De ser calculado,
E sabes porquê?
Porque o que significas
Para mim,
Até neste poema
Se lê.

Sabes,
Quem era
Aquela pessoa
Que cuidava
De mim,
Enquanto os meus pais
Trabalhavam?
Eras tu,
Tu,
Que sorrias
Para mim,
Tu que olhavas-me
Com um brilho
Sem fim,

Sabes,
Quem passeava
Comigo,
Quando eu
Me assustava
Com a trovoada?
Eras tu,
Só tu,
A minha estrela
Encantada.

Sabes,
Quem punha
A mesa para o jantar?
Eras tu,
Realmente eras tu,
E lá ia eu
A princesa em formação
Te ajudar.


E hoje,
Olho para mim,
E olho para ti,
E vejo que muito aprendi,
Com um alguém
Especial,
O meu ídolo
A minha força,
Uma mulher
De armas,
De quem me orgulho,
E muito,
De conhecer,
Espero que tenhas
Gostado e apreciado
O que eu te acabei
De ler.

Eu preciso de ti,
Quando este poema
Acabar,
Espero que tenhas
Refletido,
E que com a tua
Imagem,
Tenhas aprendido.



                                                   Este poema é dedicado á minha avó

terça-feira, 4 de março de 2014

A morte da lágrima

Eu chorei por muitos,
Sorri por poucos,
Mas chegou a hora,
De demonstrar o que eu sinto,
E o que digo não minto.

Uma lágrima no meu olho,
Quis espreitar,
Mas o meu sorriso,
Fê-la recuar.

Mais vale um sorriso
Triste,
Do que a tristeza
De não voltar a sorrir.

Tenho vontade
De chorar,
Mas não me atrevo a tentar.

Lágrimas para quê?

Procuro-te

Procuro-te
No meu pensamento,
Procuro-te
No momento.

Procuro a tua calma
Que habita em ti,
Procuro a tua alma
Perdida.

Procuro em ti abrigo,
Procuro em ti um amigo,
Em quem possa confiar.

Procuro a tua paz,
Que tanto me dás.

Procuro em ti a amizade,
Para podermos começar
Algo com sinceridade,
E de verdade.

Eu procuro alguém,
No meu horizonte,
Eu quero,
Quem me quer bem,
Não quem quer destruir
Esta ponte.

Eu procuro
Quem me possa amar,
E não de novo
Me magoar.
Eu procuro-te.

domingo, 2 de março de 2014

Abraço

É um gesto
Tão fácil,
Mas confortável,
É uma carícia
Carinhosa,
Movimento amigável.

É um cruzamento
De corações,
É um ato
Que supera
Paixões.

Se um dia...

Se um dia...,
Eu desistir,
Não me venham julgar,
Esta é a minha escolha
Não há nada
A reparar.

Se um dia...,
Eu me iludir,
Não sejas alguém
Cruel,
Ruim,
Vem me fazer sorrir.

Se um dia...,
Eu amar,
Deixa-me dar
O meu coração,
Não me impeças
De executar,
Esta boa ação.

Se um dia...,
Eu errar,
Eu irei voltar,
E não irei partir,
E esperar
Que as coisas
Mudem do nada,
Se eu recomeçar,
Irei pela
Nova estrada.

Se um dia...,
Eu cair,
Vem me ajudar,
Não sejas apenas
Mais um
Que se reduz
A olhar.

Se um dia...,
Eu alcançar,
Eu irei saber
O que fazer,
Chegarei ao topo
Irei-me erguer.

Se um dia...,
A alegria falhar,
Acredita,
Que ela
Irá voltar.

Fala

Fala,
Mas não fales
Por falar,
Há palavras
Que magoam,
Outras tantas
Que sabem encantar.

Fala,
Liberta o coração,
Deixa sair
O passarinho
Que habita
Na tua solidão.

Fala,
Agora fala tudo
O que te resta,
Tudo o que guardaste
E que te sufocou.

Fala,
Não permaneças
No silêncio
De um olhar,
Ama,
Se queres amar.

Ri-te

Vá,
Ri-te,
Dá-me só
Um,
Um sorriso,
Dá-me,
Dá-me,
Por favor,
É dele que eu
Preciso.

Ri-te,
Irradia
O dia,
Com esse ser
Que és,
Transbordas
De alegria,
Da cabeça aos pés.

Ri-te,
Por vontade própria,
Sê feliz sem obrigação,
Sorri ao mundo,
Abre o teu imaturo
Coração.