Blogs de Portugal

domingo, 22 de outubro de 2017

Tu novamente

As notícias no jornal
Hoje só falam em ti,
Tu mais a tua estranha
Forma de ser...
De certo modo condicionaste-me
A mim
E à minha maneira de viver.

Gostava de ser forte
De ter uma alma elástica
Que se estica-se
Mas que por mais que tentasses
Ela não se estilhaça-se.
Mas depois destes anos todos
Eu já consegui entender,
Que mesmo que queira
Nem sempre querer
É poder
Porque se assim fosse
Eu queria-te
E tinha-te num instante,
Chega de sermos só amigos
Quando é que vamos mais adiante?

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Por acaso

És o acaso
Mais lindo de toda
A minha vida
Por muito pouco tempo
Que me resta nela,
Eu dava tudo por ti,
Da mais grutesca coisa
Até à coisa mais singela.

Por acaso cheguei
A conhecer-te lá na aldeia
No dia em que a tua mãe
Te mandou á fonte.
Tu não sabias o que andava eu
A fazer,
Mas se não sabes...
O teu pai que te conte!

Foi um acaso interessante
Por acaso,
Vê lá se para a próxima
Não chegas atrasado
Se não temos o caldo entornado,
E eu comer só mesmo
Na tigela.
Se não houver, vai na panela!

Por acaso...

terça-feira, 12 de setembro de 2017

O mundo

Resultado de imagem para o mundoO mundo cai
Gira e rebola
E torna a cair.
Vejo a ambição
A falar mais alto
Que qualquer coração,
Mas afinal o que está por vir?

Jogasse com vidas
A morte tornasse

 algo banal,
"Morreu mais uma criança
Na Síria".
-"Oh, não faz mal!"

Vejo robôs de carne e osso
Pois para mim chamar alguém
De "ser humano" implica emoções,
Dizem que sou poeta
E por ter este título
Gosto de falar com razões.

Dizem que "amor com amor
Se paga" e é por isso que andamos todos
De mãos a abanar,
Hoje em dia é mais difícil
Arrancar uma flor
Do que encontrar alguém
Para amar.

Portugal arde mais de metade
E ninguém quer saber,
Porque não te preocupas
Com os outros?
Não é a tua casa
Que está a arder?

No México perdes o trabalho
De uma vida inteira
Em cinco segundos,
Quando acabar este
Pensas que existirão outros mundos?

Em África a fome,
Na China o carácter rígido
Até demais,
Vivemos todos no mesmo mundo,
Temos defeitos diferentes,
Ou somos todos iguais?

Prometo

Resultado de imagem para prometoPrometo mesmo sendo incapaz
Ir atrás,
Mesmo sendo impotente
Não estar ausente,
Prometo!

Prometo cair
Prometo sem motivos
Sem razões, sorrir,
Eu prometo!

Prometo lutar!
Prometo acreditar
Que vou atingir os meus sonhos
Prometo seguir em frente
Com o objetivo sempre
Em mente
Mesmo que não sejam risonhos.

Prometo gritar
Prometo escrever
Prometo abanar o mundo
Até ele me puder ler.

Prometer?Eu prometo!

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Adeus

Resultado de imagem para adeusAdeus amor,
Hoje vou embora.
O sentimento afinal esgotou-se
E agora
Vou ter que me ir embora.

Já não há flores para apanhar
E te dar,
Já não há papel nem envelopes
Onde te possa escrever,
Já não há beatas a inventar
Que nós nos íamos casar!
Afinal rezava a lenda
Que íamos sofrer
Mas nenhum de nós teve uma mente
Tão aberta que o pudesse antever.

Adeus minha flor de Lotus,
Chegou a hora.
Não penses que me alegro
De partir,
Pois na verdade parto banhado
Em vergonha
Por não te poder dar
A vida que por norma um poeta
Dá á sua amada,
Uma vida com aromas,
Liberdades...
Uma vida eternizada.

Por fim me despeço
E te peço
Por tudo o que um dia plantamos
Vai em busca da felicidade,
Vai alma,
Vai de verdade.

Adeus amor...

domingo, 27 de agosto de 2017

Ainda que venhas

Resultado de imagem para ainda que venhasAinda que regresses um dia
Por ordem do destino
Ou mero acaso
Eu não volto atrás,
Eu juro que agora não caso!

Ainda que grites
Ainda que reclames
O amor que um dia floriu
Mas que hoje fugiu,
Eu não dou uma palavra
Para trás,
Dou é outra para a frente
E exijo que te vás.

Ainda que venhas
Vens em vão,
Cinzas passadas
Nunca aqueceram
Um coração.

Não venhas,
Que não te dá em nada,
Não venhas
Alma desnaturada!


quarta-feira, 26 de julho de 2017

Tu

Resultado de imagem para tuTu eras um abismo
E eu queria aprender a voar
Olhava o horizonte
E balançava para me atirar.

Tu eras fogo
E encandeavas-me
Com a tua luz,
Também ardias e queimavas
Rápido me levavas á cruz.

Tu eras maré alta
Com poucos marinheiros no mar,
Fazias-me falta
Mas eu nunca fui de reclamar.

Tu eras terrorista
Em missão de paz
Não eras pessimista
Mas eras mau rapaz.

Tu muito que teimavas ser tudo,
Mas pouco conseguias ser,
Eras pequenino
Muito tinhas que crescer.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Volta, outra vez

Resultado de imagem para volta pra mimVolta,
Mesmo que não possas
Mesmo que temas
Ou não queiras
Volta!
A nossa vida é uma reviravolta
Onde entras
Mas sabes que vais acabar
Por sair,
É tudo uma sequência
Onde ris, cais
E voltas a repetir.

Volta
Como uma andorinha
Em plena Primavera,
Não sou ave
Mas sou gente!
Sou saudade,
Sou o colo que te espera
Sou alma que te acolhe,
E no meio de tantas abertas
Não há dia em que me molhe
Há apenas dia
Onde plante os meus encantos
E me liberte dos meus anseios,
Ainda sonho em poder ter-te,
Ainda planeio os nossos passeios.

Mas volta,
Não sou eu que peço
É o teu coração,
Alma mole
Em artéria quebrada,
Dá o teu regresso
Minha flor pousada.


quinta-feira, 13 de julho de 2017

As páginas

Resultado de imagem para as paginasAbri o teu livro
Onde a página estava dobrada
Deixas-te um rasto
De alma perdida e cansada
E logo te consegui encontrar.
Estavas sozinho e triste
E eu só e desamparada
Tu fingiste
Que não me viste
E eu fiquei assustada
E fugi
Para longe do mundo
Longe...
Tão longe de ti.

Agora estou só
Mas bem acompanhada
Pelo meu interior,
Não és só tu que me fazes bem
Meu amor!
Eu sou apenas uma
Mas independente
Não dependo
Do teu sorriso
Até porque ele me é indiferente.

As páginas estão no sítio
Se quiseres
Continuar a leitura,
Sei que posso parecer doida
Mas ainda há cura
Para a minha loucura!
A tua escrita, meu rei
Os teus versos,
Os teus tercetos,
Declamados com esses
Teus beiços pretos
São o que preciso...
Dá-me!
Dá-me!
Antes que eu perca o juízo!

Ai amor...



quinta-feira, 29 de junho de 2017

Não fazia mal

Resultado de imagem para nao fazia malNão fazia mal
Estares longe
Fazia mal era estares perto
O que abria o meu dia
Era o teu choro
E não o teu sorriso aberto.

Não fazia mal
O teu silêncio
Fazia mal
Era a tua voz,
Só servia para me criticares
E não para te orgulhares
De nós.

Não fazia mal a tua ausência
Fazia-me mal era o teu toque.
A tua essência era má!
Ainda procuras algo
Que me sufoque?

Não fazia mal o teu cerrar
De olhos
Fazia-me mal a sua abertura,
Deitavas faíscas pelas pupilas,
Queimavas-me
Com a sua fervura.

Não fazia mal
Dares-me nada
Fazia-me mal dares-me tudo,
Sem ti não era luz apagada
Mas sim dona do mundo.

Não fazia mal o teu sono
Fazia mal o teu despertar
Não eras meu dono
Mas querias-me aprisionar.


Não fazia mal não te ver
Fazia mal quando te via,
Não havia lua nem sol,
Não havia noite nem dia.

Não fazia mal não existires
Fazia mal  existir a tua presença,
Só os doidos acreditavam em ti,
E os doentes pregavam
A tua crença.

Não fazia mal,
Mas fez!

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Estava tão bem sozinha...

Resultado de imagem para estava tao bem sozinhaEstava tão bem sozinha...
Que nem dei pelo passar
Dos dias,
Pelo passar da brisa
Na minha face rosada.
Diziam que já era Inverno
Para mim ainda era
Uma linda Primavera.

Estava tão bem sozinha...
Mas o sol veio-me chatear
Eu já era iluminada
Mas ele queria-me ofuscar.

Estão tão bem sozinha...
Tão só com a natureza,
Ouvia pássaros,
Via verdura,
Contemplava a natureza.

Eu bem que estava sozinha
Mas isto lá muito
Não ia durar,
Não é verdade?
Também um ser sozinho
Não é feliz,
Mas eu triste também não era.

Estava tão bem sozinha...
Mas tu chegaste,
Estava tão bem sozinha...
Só tu não reparaste.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Diz, ama...

Resultado de imagem para fazer algoDiz, ama, grita
Salta, canta, brinca
E chora.
Se não és feliz
Desse jeito sossega
Vira as costas
E vai-te embora.

Abraça, cuida, protege
Olha e sorri
És importante para a vida.
Encara-a!
Ela escolheu-te a ti.

Acorda, dorme
Cai
Mas torna-te a levantar.
O chão
Não é a cama
Onde rebolas
Pensas
E ficas a sonhar.

Agora chama, queima,
Arde, rasga, corta
E fere
Quem ousar apedrejar-te,
Mil loucos por te amar
E um a sufocar-te.

Liberta-te, foge
E declama a tua liberdade,
Viva a independência
Viva o hino da humanidade.



Ainda não foste embora

Resultado de imagem para ainda nao foste emboraAinda não foste embora
E o teu cheiro já mudou,
Ainda não foste embora
E o meu mundo já desabou.

Ainda não fizeste a mala
Mas o meu coração
Já fechou,
Ainda não guardaste a foto
Nem as lembranças
De duas crianças,
E o tempo parou.

Ainda não abriste a porta
De casa,
Somente a da escuridão,
Levo-te a ti
Como um grande amor
E tu a mim
Como desilusão.

Ainda não foste embora
E cá dentro já nevou,
Sentimentos já tenho poucos
Pois foste tu
Quem os levou.

segunda-feira, 5 de junho de 2017

A ti

A ti que me olhas
Mas hesitas para me tocar
Dou-te mil anos
De toque,
Onde te sufoque
Com a minha pele fervorosa
De vingança.
O ódio que tenho por ti,
É o ódio de um pedófilo
Por uma criança.

E a ti que passas
E não te interrogas
Desejo-te uma morte silenciosa,
Se não falaste
Já não vais falar
Que sou eu a criminosa.

A ti desejo-te
O esquecimento
O mais pesado
E ruidoso esquecimento,
Aquele que te arranca
As vísceras
No momento
Em que te ouças lembrar.

A ti,
Desejo o mal
E só o pior
Do mundo
Para alguém tão mesquinha
Como tu.

O mal...
O mal!
Ó pedra sem sal.






Chama

Chamam-me tudo
Eu não sou nada,
Apenas alma incerta
Que desliza na brisa sentida
Em plena madrugada.

sábado, 6 de maio de 2017

Tem calma, eu estou aqui!

Resultado de imagem para nao vasRelaxa, estou aqui contigo
E não te vou largar
Mesmo quando estiveres
A entrar no túnel
Eu não te vou deixar!
Ouve-me por favor!
Não vou embora,
Eu estou aqui não estou?
Estou aqui agora!

Respira comigo,
Vá lá não te deixes adormecer
-Ó Deus,
Meu Deus
O que me estás a fazer?

Fica comigo
E agarra-me a mão,
O teu comboio está a chegar
Mas não pode.
Não, não que assim
Vou ficar às escuras,
E tu sabes
Como tenho medo
Da escuridão,
Vá lá amor
Diz-me que não.

Mas ele chegou...

Não tenho calma
Tenho apenas medo,
Eu permaneço aqui,
Mas e tu?

terça-feira, 2 de maio de 2017

Deram-me

Resultado de imagem para deram-meDeram-me espinhos
Para que fosse rosa,
Deram-me luz
Para que fosse sol,
Deram-me letras
Para que fosse prosa,
Deram-me a isca
Para que fosse anzol,
Deram-me amor
Para aprender
A viver,
Deram-me calor
Para que quisesse
Viver com frio,
Deram-me o mar
Para que eu fosse rio,
Deram-me o som,
Para que fosse silêncio.

Eles deram-me muito,
Só não sabiam
Que me contentava
Com pouco.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Coração diferente

Resultado de imagem para espelho meuHoje olhei para ti
Espelho meu,
Mas o que vi em ti
É mais bonito
Do que o que realmente sou,
Vês-me assim porque me amas,
Ou simplesmente
Porque sou realmente assim?

Não me revejo
Na tua superfície
Tal como estou,
Não sei se não sabes refletir,
Ou fui eu mesma
Quem mudou.

Porque me vês desse jeito
Espelho da indignação?
Tu sabes que essa não sou eu
Esse não é o meu coração.

Vejo somente
Um coração diferente
Do que aparenta ser,
É que não tem nada a ver!

domingo, 23 de abril de 2017

Quero ter um encontro contigo

Amor,
Resultado de imagem para quero ter um encontro contigoHoje quero fazer-te
Um convite,
Mas tens que prometer
Que não vais recusar,
Tu sabes que eu sou sensível
E assim vou chorar,

Quero convidar-te
Para um encontro
No pólo ártico,
Sei que ainda é longe
Mas se fechares os olhos
E pensares
Eu prometo que é rápido.

Eu sei que é frio
Sei que vamos tremer,
Mas se tu me amas
O nosso amor
Vai-nos aquecer,
Mas que não seja demais
Senão estragas-me os planos,
(O que vale é que podemos
Cá voltar,
Nem que seja
No dia dos teus anos).

Mas trouxe-te aqui
E ainda nem me consegui
Explicar,
Aqui te trouxe
Pois aqui o tempo congela
E não nos temos que preocupar,

O relógio congelou
Mas para mim
Aqui nem devia existir,
Ninguém precisa dele
Só serve para atrapalhar,
Assustar,
E afligir quem o vir.

Amor,
Já te contei
Que vais comigo
Ao ártico?
Podia ser um encontro teórico
Mas eu cá prefiro
Um prático.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Mas e se...

Resultado de imagem para medo de tentarE se desta vez
Eu não conseguir?
E se eu quando tentar
Voltar a cair?

E se o fim estiver perto?
E se amanhã o sol for embora
E por momentos
O céu
Fizer de mim o seu réu
E ficar encoberto?

E se der tudo
Mau resultado?
E se depois de tantas tentativas
Eu não conseguir
Chegar ao outro lado?

E se eu perder as forças
E ficar incapaz
De continuar
A lutar?
E se amanhã
Eu não vir mais o sol,
A terra
E o mar?

Mas e se em vez
De sofrer
Por antecipação
Não ficasse só a antever
E pusesse
As mãos em ação?

Mas e se parasse
De reclamar
E desse tudo de mim
Para dar certo?
Não seria antes
Esse o caminho certo?

"E se"...
"E se"...
"E se" nada!
Dá esta quadra por acabada!

sexta-feira, 7 de abril de 2017

A nosso favor

Resultado de imagem para um namorado a mostrar a vida á namoradaA nosso favor
Temos o Sol,
Temos o mar,
Temos a brisa
E o luar,
Temos o chão
E a terra
Onde crias,
Temos o cume
Da montanha
Onde quieto
Me vias.

A nosso favor
Até temos o amor
Que muito se quis
Esconder,
Mas nas últimas oportunidades
Não se soube conter.

A nosso favor
Temos tudo,
Mas tu não vês nada,
De que mais precisas tu
Alma desgraçada?

quarta-feira, 29 de março de 2017

Promete

Resultado de imagem para prometePromete que ficas!
Promete que se te fores
Eu também vou,
Jura que me amas,
Que eu juro que te amo
Como nunca ninguém te amou.

Promete que cuidas de mim,
Promete que não me vais deixar,
Promete que vais comigo
Até ao fim,
Promete que não me vais largar.

Promete,
O que me tens
A prometer.
Jura,
O que me tens a jurar,
Fica a meu lado
Agarra a minha mão
E faz-me sonhar.

Promete amor!

Ps: Este poema é dedicado a alguém muito especial para mim, ao meu namorado, Amo-te hoje e sempre.

domingo, 26 de março de 2017

Os outros

Resultado de imagem para os outrosOs outros falam
E falam
Porque só vêem
Do lado de fora,
Mas se estivessem
No teu lugar
O que fariam
Eles na hora?

Os outros olham
E comentam
Como se a vida
Não fosse tua,
Esta gente não pensa,
Não age,
Encara a vida
Como um teatro
Onde finges um retrato
E algo que sabes
Que não sentes
De verdade,
Enquanto eles vivem
Para o público,
Eu vivo
Só para a Humanidade.

Os outros sentem
Por mim
Aquilo que eu não sinto
Por ninguém,
Eu estou
De pazes feitas com a vida,
Encontro sem a saída,
E é assim
Que eu estou bem.

Mas os outros
São só os outros,
E eu sou só uma
Mas aquela
Que apela á tua voz,
Se te juntares a mim
Não fico só eu,
Não ficas só tu,
Ficamos só nós.

sábado, 25 de março de 2017

Diz!

Resultado de imagem para fazer algoDiz, se tens mesmo que dizer,
Abraça,
Beija
E enfrenta a vida
Só porque é isso
Que tens que fazer.

Ama,
Se sentes amor
Por alguém,
Manda-o embora
Se ele não te fizer bem.

Sofre
Porque tens que sofrer,
Porque quem sofre
Também vive
E acaba sempre
Por aprender.

Beija,
Se for essa
A tua vontade,
Agarra-o
Se quiseres viver
Com ele até à eternidade.

Mata
Aquilo que teima
Em te magoar,
Se te magoa
Não é bom
E tem necessariamente
Que acabar.

Mas se for preciso
Diz!
Diz mesmo por dizer,
Quem te ouve
Também sente,
E não precisa mais de ver
Para querer.

quinta-feira, 23 de março de 2017

A calmaria caiu do céu

Resultado de imagem para neve a cairDe madrugada
Os arrepios já se faziam
Sentir,
A noiva estava nervosa
E por vezes
Deixava-se cair.

Porém de manhã
Deixou de exitar
Ganhou coragem
E depressa
Num passo largo
Começou a esvoaçar.

O povo aderiu
De cabeça à janela,
E muitos gritavam:
-Oh vejam só como ela
É bela!

Todos se pasmavam
Sobre o vidro embaciado,
Não estavam em Nárnia
Mas todo aquele mundo ao seu redor
Ganhava o apelido de "Encantado".

Mas ela passou
Casou e fugiu,
E por terras próximas
Dizem por aí
Que nunca mais se viu.

Provavelmente sentiu-se
Envergonhada,
Pois cair em plena Primavera
Era coisa
Que a todos estranhava.

Mas sem se contar
Começou-se a olhar,
E a calmaria caiu do céu,
Não trouxe o vestido
Mas por cá ainda deixou o véu!


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Foi hoje

Resultado de imagem para primeiro encontroFoi hoje
Hoje que te senti
Chegar mais perto,
Mas por favor
Não olhes agora
Não quero deixar
O meu sentimento descoberto.

O meu corpo tremia
O meu coração balançava,
E eu por entre
A panóplia
De sensações
Lá tropeçava.

E de repente
E sem que eu
Me encontra-se em mim,
Abraças-te-me
Como se fosse eu
O teu porto de calmaria
E amor sem fim.

Foi hoje,
E será amanhã!

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

A miúda do quadro

Resultado de imagem para rapariga do quadroA miúda do quadro fugiu,
Roubou meia dúzia
De flores nos vales
Que faziam frente,
E saltou da moldura
Para fora,
Sim, é verdade
Ela foi embora!

Passou em frente
À "Mona Lisa"
E ainda lhe acenou,
Mas a mulher
Era tão tímida
Que nem lhe sorriu,
E pouco depois
Em frente
À "A Persistência da Memória"
A pequena rapariga caiu
E parou para refletir,
Que o tempo esgotava-se
E ela tinha que ir.

Por fim em correria
Embateu contra
As pernas da sua mãe
Que à muito por si
Esperava,
E não sabia
Onde a miúda tagarela
Andava.

Não é que a miúda
Tinha fugido do quadro?

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

A ti meu amor

Resultado de imagem para a ti meu amorA ti meu mundo
A ti que me enches o coração,
Não te quero perder
Nem por um segundo,
Porque contigo nada é em vão.

Tu que não és plural
E me fazes tão singular,
Afastas de mim o mal
E fazes-me sonhar...

Tu que me ouves
Tu que me amas
Tu que me aclamas,
Ó tu que me tens
E que depois vens
E me deixas tonta
Com as tuas sílabas
Em tons de melodia,
Se eu pudesse
Ouvia-te durante todo o dia.

A ti meu amor,
Meu anjo sem asas
Mas com o dom de me guiar,
A ti
Dou-te o meu sentimento
Neste exato momento
Que te faz respirar.

A ti amo-te,
A ti te protejo,
A ti abraço,
E afasto o medo
Para que nada te possa ferir,
És o rei
Do meu reinado,
E a ti
Só a ti te posso pedir,
Que não te vás
Mas que permaneças
A meu lado.
Se partes
Estilhaças-me a mim,
E lá fora
Te esperará um mundo gelado.

A ti meu amor!

!Este poema é dedicado a uma pessoa especial para mim, ao meu namorado,